segunda-feira, 22 de abril de 2013

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Formatura do Topa no Centro de Convenções


A Se­cre­taria da Edu­cação do Es­tado da Bahia pro­move, no dia 16 de abril, a so­le­ni­dade de for­ma­tura do Topa, um marco para a Educação    da     Bahia,   com   mais  de  1,1   mi­lhão   de   bai­anos
al­fa­betizados. O re­sul­tado faz do Topa o maior pro­grama de al­fa­be­tização para jo­vens acima de 15 anos, adultos e idosos do país. A ce­rimônia sim­bó­lica de cer­ti­fi­cação acon­tece no Centro de Con­ven­ções da Bahia, às 9 horas, e con­tará com a pre­sença de mil al­fa­be­ti­zados e do se­cre­tário da Edu­cação, Os­valdo Bar­reto. Também está pre­vista a pre­sença do go­ver­nador do Es­tado, Ja­ques Wagner.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Comitê avalia trabalhos inscritos no Prêmio Cosme de Farias

O Comitê do Prêmio Cosme de Farias se reuniu, nesta terça-feira (02/04), para avaliar os trabalhos inscritos na premiação, que reconhece as iniciativas que mais contribuíram para a redução do índice de analfabetismo com o programa Todos pela Alfabetização (Topa). No total, foram inscritos 65 experiências e ações desenvolvidos nas 3ª e 4ª etapas do Topa. Os primeiros colocados serão premiados durante a formatura do Topa, no dia 16 de abril, no Centro de Convenções.



A presidente do Conselho Estadual de Educação, Ana Teixeira, é membro do Comitê do Prêmio Cosme de Farias e acredita que premiação valoriza o trabalho que está sendo feito nos municípios, nas entidades, com os professores e coordenadores para a alfabetização das pessoas. “O Prêmio dá visibilidade a esse trabalho que é de muita participação social, não só dos poderes públicos, mas também da sociedade. Premiar é chamar a atenção das pessoas para a importância desse processo de alfabetização, que é conjunto”, explicou Ana Teixeira.



Serão premiadas ações nas categorias: Município, Entidade da Sociedade Civil, Alfabetizador, Coordenador de Turma e Tradutor Intérprete de Libras. O secretário da Central Geral dos trabalhadores do Brasil (CGTB), Max Cunha, ressalta a importância social do Topa e o incentivo dado pelo prêmio. “As entidades estão batalhando para desenvolver um bom trabalho. Os coordenadores, por sua vez, estão envolvendo a comunidade para alfabetizar. Envolvimento que extrapola a Educação e chega à questão social. O Topa deixa um grande legado para a comunidade que o recebe”, disse.


Alfabetização - O Topa já alfabetizou mais de 1,1 milhão de baianos. O resultado faz do Topa o maior programa de alfabetização para jovens acima de 15 anos, adultos e idosos do país. Nesta terça-feira (02/04), a Secretaria da Educação inicia inscrições para a 6ª etapa do programa. A meta é alfabetizar 250 mil pessoas.





Secretaria da Educação inscreve para a sexta etapa do Topa



As inscrições para a sexta etapa do Programa Todos pela Alfabetização (Topa) já foram abertas pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia. Quem deseja aprender a ler e a escrever tem até o dia 20 de abril para se inscrever na Diretoria Regional de Educação (Direc) ou na Secretaria de Educação do seu município.

Depois de ultrapassar a marca de mais de 1,1 milhão de alfabetizados em toda a Bahia, a meta, agora, é alfabetizar mais 250 mil pessoas. Para fazer a inscrição no Topa, o interessado deve levar um documento de identificação, como carteira de identidade ou certidão de nascimento. O início das aulas está previsto para o mês de maio.

“Aconselho a todos que ainda não foram alfabetizados a se inscrever no Topa, um programa espetacular, que veio trazer luz para quem ainda não sabia ler e escrever na idade adulta”, incentiva Pedro Pereira da Silva, presidente da Associação dos Pescadores e Marisqueiros de Nazaré das Farinhas, uma das 488 entidades dos movimentos sociais e sindicais participantes.


Inclusão educacional

O Topa é o maior programa de alfabetização para jovens acima de 15 anos, adultos e idosos, criado pelo Governo do Estado em 2007, dentro do programa Brasil Alfabetizado, do Governo Federal. A iniciativa visa garantir a essas pessoas oportunidades necessárias à aprendizagem da leitura e da escrita, sob a perspectiva de que a alfabetização é um direito que não prescreve com a idade.

“Por meio do Topa, fica assegurada a inclusão educacional dos baianos que não tiveram acesso à alfabetização na idade certa, incluindo povos indígenas, quilombolas, população carcerária e pessoas com deficiência”, afirma o secretário estadual da Educação, Osvaldo Barreto. Ele recomenda a todos que desejam se alfabetizar a procurarem o programa, garantindo que a Bahia continue sendo o estado campeão de alfabetização do país.

terça-feira, 2 de abril de 2013

2 de Abril - Aniversário de Cosme de Farias

Hoje, 2 de abril, homenageamos os 138 anos de nascimento do major Cosme de Farias, morto em 1972, aos 97 anos.
Nascido em São Thomé de Paripe, na periferia de Salvador, em 2 de abril de 1875, Cosme de Farias dedicou a vida a causas humanistas e de defesa dos direitos humanos, como a cruzada contra o analfabetismo. Embora nunca tenha estudado Direito em uma faculdade, exerceu a advogacia por toda a vida, geralmente defendendo clientes pobres, em mais de 30 mil processos. Um dos mais famosos foi o habeas corpus conseguido em favor de Sérgia Ribeiro da Silva, a cangaceira Dadá, viúva de Corisco, do bando de Lampião, em 1942.
Em 1914, aos 37 anos, Cosme de Farias iniciou a vida política, exercendo o cargo de deputado estadual por consecutivas legislaturas. Também foi senador da república e vereador de Salvador. Mas mesmo exercendo tantos cargos públicos, morreu em extrema pobreza, em uma casa de taipa, na rua Heitor Dias.
Cosme de Farias é ainda conhecido como pai dos pobres. Em 1915, fundou a "Liga Baiana contra o Analfabetismo", instituição que funcionou até a década de 1970, publicando cartilhas e mantendo escolas para a população mais pobre da capital e de algumas outras cidades baianas. O major também distribuía em épocas festivas cartilhas do "A,B,C" e lápis aos jovens moradores do bairro que hoje leva seu nome, na macro região de Brotas.
O major foi também tema de várias homenagens. Jorge Amado, no romance Tenda dos Milagres, inspirou-se em Cosme de Farias para compor o personagem Damião de Souza. Além do bairro que leva seu nome, temos o plenário da Câmara Municipal de Salvador, e o nosso Prêmio Cosme de Farias uma grande e honesta homenagem do Programa TOPA ao grande mestre.

Texto montado apartir de pesquisa na rede Mundial de Computadores.
Rosângela Cerqueira